Saiba o que fazer com os plásticos não recicláveis
Saiba o que fazer com os plásticos não recicláveis

Saiba o que fazer com os plásticos não recicláveis

reciclagem do plástico é uma das principais atividades realizadas atualmente, visto que contribui com a redução do lixo plástico descartado natureza de forma inadequada.

Trata-se de um processo que transforma o plástico usado em novos produtos, reintroduzindo-os na cadeia produtiva sem extrair novos recursos naturais.

Apesar de grande parte dos plásticos serem recicláveis, ainda há uma pequena parcela de plásticos não recicláveis. Saiba quais são eles e como descartá-los corretamente.

Porque alguns plásticos não podem ser reciclados?

São conhecidos como termorrígidos os plásticos que não podem ser reciclados. Sua rigidez não se altera com a temperatura, não podendo ser remondados ou fundidos. Diferente dos termoplásticos, que amolecem e se fundem.

Quais são os tipos de plásticos não recicláveis?

Acetato-vinilo de etileno (E.V.A): É composto pelo retalho que sobra do processo de corte mecânico das chapas no formato da sola, entressola ou palmilha. Pode ser utilizado na fabricação de solados de chinelos, equipamentos de academia, brinquedos, etc.

Poliuretano: Está presente em diversos materiais como: esponjas, colchões, estofados, travesseiros, solados de calçados, peças de produtos eletrônicos, eletrodomésticos e etc.

Baquelite: É uma resina sintética, quimicamente estável e resistente ao calor, foi o primeiro produto plástico criado. Utilizada em cabos de panela, peças de rádio e telefone, e também interruptores.

Bandejas de isopor e copos de acrílico: A reciclagem do acrílico e do isopor depende da localidade e da cadeia de logística reversa existente, sendo sua maior parte, enviado aos aterros sanitários.

Outros plásticos não recicláveis: Plástico tipo celofane e adesivos – No Brasil ainda há de usinas para a reciclagem desses materiais.

Conteúdo relacionado: Tipos de plásticos 

O que fazer com os plásticos não recicláveis?

Os plásticos não recicláveis, geralmente, são encaminhados para a reciclagem energética em muitos países da Europa, onde são incinerados e transformados em energia. No entanto, no Brasil esse processo ainda não tem viabilidade de ser implantado.

Portanto, atitudes sustentáveis precisam ser realizadas no dia-a-dia, além de repensar o modo que se utiliza os produtos que são fabricados por esses tipos de plásticos.

Como, por exemplo, os plásticos que estão presentes em eletroeletrônicos, o ideal é utilizar esses produtos até o fim da sua vida útil, ou até mesmo doá-los para instituições que precisem.

Quando não funcionam mais podem ser enviados para o fabricante se ele realizar o processo de logística reversa, ou destinados aos locais que desmontam e reaproveitam as peças para reciclar.

Se possível evite utilizar adesivos e espumas. Prefira produtos reutilizáveis e orgânicos, como buchas vegetais.

Mas não só basta isso, ainda é preciso garantir os materiais recicláveis sejam descartados maneira adequada. Portanto, verifique se há coleta seletiva na sua cidade e os horários, e os Pontos de Entrega Voluntária (PEV).

Você ainda pode aplicar os conceitos dos 5Rs da Sustentabilidade no seu cotidiano, além de trocar produtos descartáveis por opções reutilizáveis, e começar a levar uma vida mais sustentável. O meio ambiente e as futuras gerações agradecem!

Acesse nosso site: www.larplasticos.com.br
Facebook |  Instagram | Linkedin |  Twitter