Plástico nos oceanos: entenda por que a mudança é urgente

plastico no oceano

Danos do cenário atual são incertos, mas ainda é possível recalcular a rota e mudar

Uma pesquisa inédita demonstrou que cada brasileiro pode ser responsável por 16kg de plásticos que vão parar no oceano a cada ano. O estudo, realizado pelo Blue Keepers, projeto ligado à Plataforma de Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil, mostrou que, de todos os produtos dessa matéria prima consumidos, cerca de 33% podem chegar ao mar.

O plástico como se conhece hoje é um material produzido através de resinas derivadas do petróleo que foi inventado em 1907 e revolucionou a indústria em todos os seus setores. Em contrapartida, após mais de um século de produção e uso desenfreado, o meio ambiente sofre as consequências da má destinação destes itens.

Neste sentido, habitats e ecossistemas vêm sendo prejudicados, o que gerará impactos irreversíveis para essa e a próxima geração, caso não haja uma mudança de hábitos. As consequências disso são desastrosas e incluem a morte de mamíferos, peixes, aves, répteis e plantas, bem como afetam todo o ecossistema daquele ambiente.

Apesar de ser tido como o vilão, o plástico é apenas o objeto do problema real: a má gestão do resíduo. De acordo com um levantamento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o volume de plásticos no oceano pode triplicar até 2040, entre 23 e 37 milhões de toneladas por ano, se nada for feito.

Solucionar essa questão demanda mudanças comportamentais na sociedade e na vida cotidiana, exigindo que todos os setores estejam envolvidos. Isso porque a gestão do lixo é sistêmica e, para minimizar os impactos ao meio ambiente, a reciclagem é o ponto de partida. Para tanto, é preciso que a população esteja envolvida com a separação do lixo, o poder público preparado para fazer a gestão e as empresas sejam engajadas com a causa, participando ativamente através de seu próprio processo produtivo.

Abandonar o modelo linear de produção é uma medida urgente entre as organizações. A circularidade é um conceito que associa o desenvolvimento econômico e o melhor uso dos recursos naturais, minimizando a extração de matéria prima virgem, sendo por isso uma opção estratégica na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia.

A Lar Plásticos é uma plataforma de transformação sustentável que oferece soluções para a coleta seletiva e urbana e também para o acondicionamento e transporte de resíduos sólidos, incentivando o crescimento deste setor em todo o país, com a visão de atender às necessidades básicas sem afetar o futuro do planeta e das próximas gerações.

Para isso, a empresa 100% brasileira atua com comprometimento e responsabilidade socioambiental ao utilizar o insumo plástico reciclado em cerca de 95% da produção de seus produtos. Para saber mais, acesse nosso site: https://www.larplasticos.com.br/

0/5 (0 Reviews)
Share the Post:

Posts Relacionados